A procura de emprego é um emprego.

Há algum tempo atrás tive conhecimento de uma situação em que jovens acabados de licenciar apareceram de calção e chinelos para uma entrevista de emprego. O dia estava óptimo e havia que aproveitar, além do mais a empresa a que se candidatavam localizava-se próximo de uma praia.

Confesso que teria dificuldade em acreditar em algo tão absurdo não fosse a responsável da empresa uma pessoa de toda a credibilidade.

Obviamente que aquela gente foi imediatamente excluída da lista de candidatos e convidada a regressar ao local de proveniência, o único em que seriam capazes de ter algum desempenho.

Na minha experiência enquanto formador em Técnicas de Abordagem ao Mercado de Trabalho tenho-me apercebido de alguma falta de noção do que é a realidade do mundo laboral e, mais especificamente, da vida empresarial por parte de jovens licenciados.

Muitos ainda não perceberam que já acabou o tempo em que se enviavam 2 ou 3 currículos por dia e o resto de tempo era destinado ao dolce far niente.

Há muito que a procura de emprego passou a ser um emprego a tempo inteiro.

Naturalmente que a qualidade e quantidade de empenho e tempo que se investe na procura de emprego aumenta as probabilidades de o encontrar.

Actualmente para conseguir um lugar na vida profissional não basta ser inteligente, ter altas qualificações ou grande capacidade de trabalho, é fundamental uma formação pessoal especialmente cuidada. Deve haver a preocupação permanente de criar valor acrescentado à sua pessoa desenvolvendo competências a nível cultural e desportivo (cuidando da saúde), desenvolver características como a criatividade, liderança, empatia, bom humor e principalmente desenvolver os conhecimentos de Protocolo para um desempenho social e profissional de excelência, um verdadeiro factor de diferenciação.

Seja na procura de emprego ou já enquanto profissional é necessário ter uma postura distinta e comportamentos sofisticados que se adequem a qualquer ocasião por mais exigente e formal que se apresente.

O sucesso pessoal e profissional passa pelo desenvolvimento de competências para a construção de uma imagem de elegância, eficiência e distinção.

Onde reside o sucesso das economias mais dinâmicas e avançadas? Não se trata de uma fórmula especial ou de um qualquer segredo bem guardado. O sucesso reside no desempenho altamente eficiente de gestores e profissionais, fruto de uma cuidada formação pessoal designadamente no que respeita às convenções que regulam os preceitos e formalidades em âmbito social, profissional e internacional.

É tempo de acompanhar quem vai na frente e apostar em desempenhos de excelência. Actualmente o mercado de trabalho é global e há que estar preparado para lidar com as diversas culturas e seus padrões de comportamento.

É tempo de conhecer os preceitos que definem as formas de comunicação adequadas, as posturas e comportamentos convenientes, as regras de precedências, as formas de tratamento e os procedimentos de cortesia apropriados em qualquer ocasião por mais formal que possa ser.

Os conhecimentos de protocolo e das técnicas para alcançar o emprego são as ferramentas para o sucesso.

Manuel Pereira de Melo